trend | A Física e a Biologia invadem o imaginário quotidiano

Talvez pela insistência da mídia que diariamente nos traz notícias do mundo macro e microbiològico, de genoma, de DNA, de Big Bang, de vida extraterrestre, de novas descobertas no campo das ciências, o retorno das disciplinas que faziam parte da Alchimia no passado, a Fìsica e a Biologia venham seduzindo artistas e designers.

No mobiliário e nos interiores, os vários fenômenos originais destas duas disciplinas acima são transformados em objetos que, de forma evocativa, e geralmente irônica, dào o tom a muitos espaços da casa, principalmente àqueles minimalistas e jovens. Mas nào apenas no interior, è bom lembrar. Acabamos de ver aqui na Feira Universal Expo 2015 diversas arquiteturas que recordam moléculas ou elementos químicos, e o exemplo mais fotografado è sem duvidas o do espaço geodésico pavilhào do Azerbaijan e da Bélgica como notamos no vídeo ao final do post e a espiral que recorda uma parte de seqüência de DNA aliada ao material cerâmico que parece mudar de cor conforme incide a luz natural, vista na Vanke, projeto de Daniel Libeskind.

Vemos em todas as mostras de decoração e mobiliário centenas de formas que recordam elétrons que orbitam ao redor de átomos, sofás fluidos que parecem estruturas moleculares, poltronas que parecem células, lâmpadas que parecem experimentos físicos, formas que lembram neurònios e elementos químicos…uma verdadeira inspiraçào na Fìsica e Biologia!

No mundo concreto com este mood temos Feel Seating System de Animi Causa, que além da forma oferece o conceito de prò-atividade, ou seja, percebe a posição do corpo no espaço adaptando-se à forma individual. A poltrona Pseudopod Grand Chair de OMC2 Design Studios que se inspira a microorganismos monocelulares, com materiais como madeira e poliuretano, coberta por um tecido técnico ultra-resistente. A estante Mydna para Nono em madeira natural ou lacada faz o desenho helicoidal do dna juntamente da mesa de apoio futurìstica de Darwin, toda em corian e vidro do Studio Tjep. No mesmo mood temos a nova cadeira de Thonet desenhada por Martino Gamper com seus círculos em preto e branco, e a mesa Quantum Table de Jason Philips para o Atelier Vivarini. Sem falar das milhares de lâmpadas que vimos na última Euroluce que nos trazem elementos do microcosmo, entre uma delas, a Chantal para Slamp de Doriana e Massimiliano Fuksas cujo detalhe abre nosso post.

Write a comment

Comments: 0

STUDIO FAH MAIOLI - Milan & Antibes

MAIL | contact@fahmaioli.com

INSTA | fahmaioli

FACE | fahmaioli

LINKEDIN | fahmaioli

PINTEREST | fahmaioli